ATENÇÃO//ATTENTION

ATENÇÃO!
Todas as letras são copyright de seus autores e postadas aqui com propósitos meramente educacionais

ATTENTION!
All lyrics are property and copyright of their owners. All lyrics provided for educational purposes only.

*** There´s no more corn on the Brasos

=====================================================================
THERE'S NO MORE CORN ON THE BRASOS – The Walkers
Não há mais milho no (rio) Brasos
© 1971
=====================================================================


There's no more corn on the brasos ohoh
Não há mais milho no rio Brasos
They grinded it all up in melasus, ohoh
Ele moeram tudo em melaço

Captain don't you do me like you've done for Shine,ohoh
Capitão, não faça comigo como você fez com Shine
Well you´ve driven that bully till he went stone-blind oh oh oh
Bem, você forçou aquele encrenqueiro até que ele ficou completamente cego.

You'd come on the river nineteen and four, ohoh
Vocês chegaram ao rio em 1904
you could find many dead men on every turn of the road oh oh
vocês puderam encontrar muitos homens mortos em cada curva da estrada

There's no more corn on the brasos ohoh
Já não há milho no rio Brasos
They grinded it all up in melasus, ohoh
Eles moeram tudo em melaço.

You've been on the river nineteen and ten, ohoh
Vocês estiveram no rio em 1910
Well, they're drivin the women like they drive the men - o oho oho
Bem, eles estavam forçando as mulheres como eles forçam os homens,

Rise up all dead men, help me drive my load, ohoh
Levantem-se, todos os defuntos, ajudem-me a carregar meu fardo
rise up all dead men, help me drive my load, ohoh
levantem-se, todos os defuntos, ajudem-me a carregar meu fardo.

There's no more corn on the brasos ohoh
Já não há miho no rio Brasos.
They grind it all up in melasus, ohoh
Eles moeram tudo em melaço
================================================================================= 
A música é inspirada numa tradicional canção do Texas (EUA), chamada “Ain’t no more cane on the brazos”, que era cantada por negros ex-escravos e negros presos em prisões texanas que ficavam à margem do rio Brasos. Os presos faziam trabalhos forçados nas plantações de cana-de-açúcar ao longo do rio.

Nenhum comentário: